quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

14º para o magistério - professores do Munícipio do RJ.

"Prefeitura vai pagar bônus à equipe de escola que ensinar a ler todos os alunos até os 7 anos de idade.

RIO - Alfabetizar todas as crianças até os 7 anos, uma das metas da nova gestão da Secretaria municipal de Educação do Rio, vai render prêmio a cerca de 22 mil professores. O anúncio foi feito nesta terça-feira pela secretária de Educação, Cláudia Costin, em reunião com diretores da 1 Coordenadoria Regional de Educação, em que também participou o prefeito Eduardo Paes, no Centro de Referência da Educação, no Centro da cidade.

O programa Criança Alfabetizada contará ainda com monitores que vão auxiliar o trabalho dos professores do ciclo da alfabetização (de 1 a 3 ano). Um decreto do prefeito Eduardo Paes autorizou o estágio e definiu a concessão de bolsas a universitários, que devem atuar como monitores nas escolas municipais. A medida foi publicada ontem no Diário Oficial do município.

- Os monitores serão orientados pelo coordenador pedagógico e pelos professores daquela sala - afirmou Cláudia Costin, que espera ter, no segundo semestre, monitores em todas as classes do primeiro ciclo.

Bolsa de até R$ 600
A equipe de professores da escola que conseguir alfabetizar todos alunos até 7 anos receberá um bônus, cujo valor ainda será definido. Haverá um prêmio, um pouco menor, para quem alfabetizar crianças até os 8 anos. Receberão o prêmio os professores de todo o ciclo da alfabetização e os coordenadores pedagógicos.

Para universitários de pedagogia, letras e matemática, entre outros cursos, será paga uma bolsa-auxílio de R$ 400 pelo estágio na rede municipal. Caso desejem atuar em uma das 296 escolas situadas em áreas de risco, receberão R$ 600. A parceria com universidades públicas e privadas já começou a ser discutida.

Além da alfabetização, os monitores também devem atuar nas atividades de recuperação dos alunos da rede municipal.

- Para realizar a revisão de português e matemática, a recuperação dos alunos, serão necessários professores concursados e monitores. Eles (universitários) podem atuar ainda em atividades recreativas no segundo tempo da escola. Já conversei com a PUC-Rio e com a Uerj (Universidade do Estado do Rio) e vamos conversar a conversar com as outras universidades - disse a secretária.

O número de monitores ainda não foi fixado pela Secretaria de Educação. O modelo do convênio com as universidades foi apresentado ontem no Diário

Quem atingir metas terá 14º salário
O incentivo aos professores não ficará restrito apenas à alfabetização. Entre as principais bonificações, está a ideia de conceder um 14 salário aos profissionais da escola que conseguirem avançar nas metas de aprendizagem de cada unidade.

A gratificação será concedida de acordo com o resultado da escola na Prova Rio. Há dois anos, a avaliação externa de português e matemática é aplicada a alunos do 3, 6 e 9 anos. Os profissionais que escolherem trabalhar numa das 296 escolas situadas em áreas de risco também receberão um adicional.

- A escola que superar a aprendizagem no ano anterior, de acordo com metas que vamos pactuar, ganhará um bônus, como um 14º salário. Nas escolas da paz (áreas de risco), o bônus será expressivamente maior do que nas demais escolas, porque precisamos atrair bons professores e retê-los nessas escolas - explicou Cláudia.

Todos os profissionais das escolas - professores, diretores, coordenadores pedagógicos e funcionários de apoio, como inspetores e merendeiras - receberão o benefício.

Para despertar o interesse pelos livros, haverá ainda um prêmio para os professores que criarem os melhores projetos de incentivo à leitura.

Cláudia Costin ainda está estudando os valores das bonificações. A Secretaria de Educação, ao lado da Saúde, foi uma das únicas pastas que não sofreu contingenciamento de 20% do orçamento.

Capacitação para áreas de risco
A coordenadora da divisão de escolas situadas em áreas de risco, a artista plástica e doutora em políticas públicas Yvonne Bezerra de Mello, só assumirá o cargo em 25 de janeiro, mas já pensa em como valorizar os professores que trabalharão nessas escolas.

- Os professores devem passar por uma qualificação, em etapas, para trabalhar com crianças com traumas constantes. São escolas que estão em locais de constante violência - refere-se Yvonne às 296 unidades incluídas na chamada Zona Negra, por estarem em áreas de risco.

A artista plástica, que coordena o projeto educacional Uerê, no Complexo da Maré, se comprometeu a visitar todas essas escolas para conhecer suas necessidades.

Alfabetização
Os professores do ciclo de alfabetização e coordenadores pedagógicos receberão um prêmio se conseguirem fazer com que todas as crianças de 7 anos aprendam a ler e escrever. A bonificação será menor se a alfabetização for atingida aos 8 anos.

14º salário
A equipe da escola que atingir as metas de aprendizagem dos alunos receberá um 14 salário. A gratificação será concedida de acordo com o desempenho dos alunos numa avaliação externa, aplicada no fim do ano. O benefício será pago à escola que superar os resultados do exame do ano anterior.

Universitários
Alunos de cursos de graduação, como pedagogia, letras e matemática receberão uma bolsa de R$ 400. Se escolherem uma das 296 unidades localizadas em área de risco, receberão auxílio de R$ 600. Eles vão atuar nas classes de alfabetização, em atividades de recuperação, além de práticas esportivas e de recreação na educação integral.

Área de risco
Os profissionais de educação que trabalharem nas escolas da chamada Zona Negra (sob risco de violência) também receberão um adicional de risco.

Leitura
A secretária de Educação vai lançar um prêmio para os professores da rede municipal que elaborarem os melhores projetos de incentivo à leitura.

Valores
Cláudia Costin ainda não divulgou o valor dos bônus que pagará aos professores. No entanto, não encontrará mais recursos do que outras pastas, já que a Secretaria de Educação não teve que reduzir seu orçamento em 20% para contribuir com a economia da prefeitura. "

Letícia Vieira - Extra
Publicada em 06/01/2009 às 22:41
Fonte: Jornal Extra online

1 Comentário:

Anônimo disse...

Eu já fiz contrato em 2008 poderia ser tb para as pessoas que fizeram contratos pelo governo. Pois eu gostaria de participar desse projeto.Eu já trabalhei em um CIEP em área muito carente e de risco eu ia com maior prazer.

Postar um comentário

- Não temos qualquer vínculo com nenhuma instituição pública ou privada. Este é um espaço pessoal e informal para troca de informações entre pessoas interessadas no setor de Educação.

- Os comentários são liberados aos leitores que por aqui passam, não refletindo, necessariamente, a opinião do responsável pela manutenção do Blog.

- Lembrem-se também que o Blog é aberto ao público. Ao deixar endereço de e-mail, telefone ou qualquer dado pessoal aqui, esses dados poderão ser vistos por qualquer pessoa.Portanto, tenha cuidado com as informações pessoais que deixa em seu comentário.

Blog Widget by LinkWithin

Programas úteis, baixe aqui!

Para ler a maioria dos editais e o Diário Oficial, é necessário ter o programa Adobe Reader instalado (programa leitor dearquivos em PDF), que é o formato em que estão vários documentos. Caso queira baixar o Adobe, que é um programa gratuito, pegue AQUI.

Foram eles que disseram...

O segredo da criatividade é saber como esconder as fontes. Albert Einstein
Não quero que as pessoas sejam muito gentis; pois tal poupa-me o trabalho de gostar muito delas. Jane Austen
"A cada bela impressão que causamos, conquistamos um inimigo. Para ser popular é indispensável ser medíocre" Oscar Wilde

Se sua dúvida não for esclarecida aqui não deixe de enviar a sua própria pergunta, ou mesmo tentar responder a pergunta de algum colega.

Enviar pergunta

Blogosfera

Add to Technorati FavoritesComentar/adicionar no Comentarium Adicionar esta notícia no BookmarksAdicionar esta notícia no Linkk Central Blogs TopOfBlogs

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO