Baixar apostilas concursos professores

Atenção professor: Quer passar em concurso público? Então baixe a
apostilas especial.

Inscrição concursos professores

 Professor: Faça sua inscrição para concursos públicos agora - Municipal, Estadual ou Federal?

Provas anteriores concursos professores

Provas anteriores para concursos de professores: Todas as disciplinas.

O que cai nos Concursos para professores

 Todas as matérias que caem.
Saiba e estude.
 

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

OFA - Professor temporário - São Paulo admite atribuir aulas a professor reprovado.

A Secretaria da Educação de SP comunicou haver possibilidade de atribuição de aulas a professores reprovados nas provas de seleção para docentes temporários atuarem na educação básica.



Presto minha solidariedade aos colegas paulistas que, imagino, devam passar por um desgaste enorme com essa prova anual, e a incerteza de ter ou não direito de exercer seu ofício. O correto é que funcionário público seja concursado e efetivado. Não vejo propósito nessa prova anual pela qual uma grande parte dos professores do Estado de São Paulo precisam passar.Não acredito que isso contribua em nada para a melhoria da  Educação.
23/01/2010 - 08h14
São Paulo admite ter de usar professor reprovado em exame
Publicidade
FÁBIO TAKAHASHI
da Folha de S.Paulo

A Secretaria da Educação de SP anunciou ontem (22) que poderá atribuir aulas a professores reprovados em seu processo de seleção para docentes temporários para a educação básica.

Dos temporários que já trabalharam na sala de aula (pouco menos da metade do total de docentes), 40% foram reprovados --não conseguiram acertar metade das 80 questões.

Segundo o secretário da Educação, Paulo Renato Souza, haverá dificuldades para preencher vagas em algumas escolas, principalmente para as matérias de física e matemática.

Ao justificar a possibilidade de convocar professores reprovados, o secretário afirmou que "a nossa prioridade é garantir aulas aos alunos".

Os sindicatos do setor dizem que é quase certo que os abaixo da nota de corte sejam convocados, principalmente para atuar na periferia das cidades da Grande SP, onde o desempenho dos alunos já é mais baixo.

Ainda não é possível saber quantos dos reprovados terão de lecionar, pois o processo de distribuição de aulas não começou --primeiro escolhem os concursados; os temporários preenchem as aulas que faltam.

Apesar do ano passado ter terminado com 80 mil temporários e cerca de 130 mil concursados, a rede chegou a precisar de mais de 100 mil não concursados (para suprir casos como licença e aposentadoria).

Além dos temporários, o exame também foi feito por outros candidatos --total de 182 mil, dos quais 48% não atingiram a nota de corte. O total de aprovados foi de 94 mil.

Novo discurso

A prova para seleção de temporários foi adotada no ano passado pelo governo José Serra (PSDB). Antes, o critério para a contratação eram os diplomas do candidato e o tempo de serviço.

Ao lançar o projeto, o governo afirmou que quem não atingisse a nota mínima não poderia lecionar. A possibilidade de reprovados darem aulas neste ano letivo foi anunciada ontem.

Paulo Renato afirmou que o corpo docente deste ano está melhor. A explicação do secretário é que foi "uma inovação" classificar docentes com base em seus conhecimentos.

Disse ainda que, caso tenha de contratar os reprovados, serão selecionados os de melhor desempenho. Além disso, a pasta irá criar cursos a distância para capacitação específica em física e matemática.

Um atenuante para o desempenho dos docentes, afirma Paulo Renato, foi a dificuldade das provas, consideradas por ele como "complexas e longas".

O presidente do CPP (um dos sindicatos dos docentes), José Maria Cancelliero, teve avaliação semelhante. O exame foi feito pela Vunesp, que aplica o vestibular da Unesp.

Além de permitir que reprovados lecionem, o governo alterou outro critério. Inicialmente, só iria valer a nota da prova. Após negociar com sindicatos, a pasta decidiu levar em conta o tempo de magistério (que dá bônus de até 20% na nota).
Fonte: Folha de São Paulo AQUI
_________________________________
Crie tópicos, faça seus comentários e troque ideias sobre este e outros assuntos, no Fórum do Blog Educação., no TWITTER, ou ainda em nossa Comunidade do Orkut

22 Comentários:

Anônimo disse...

Como pode haver uma prova e depois colocar professores que não conseguiram atingir uma media para lecionar, isso e uma vergonha, e os professores que conseguiram o que vão fazer?

Anônimo disse...

vergonhoso mesmooooooooooooooooo
deixei de participar de outro processo seletivo para passar neste e pelo jeito foi mais uma arapuca institucional!!!

Anônimo disse...

Até agora não sei quantos foram os aprovados em matematica e física,pq é junto com ciências,biologia e química,que alguns também podem pegar mátematica e aí ,duvido que quem dá aula de ciências,passaria na prova de matemática.Desculpe,mas é injustiça.

Anônimo disse...

O pior é saber que uma grande maioria do professores da rede publica de ensino se submete a esse tipo de avaliação, vendo isso tudo acontecer fica de braços crusados e não faz nada para mudar a tamanha afronta do covernador para com os professores tudo isso esta acontecendo na minha opinião por falta de união dessa classe tão maltratada nos dias de hoje... porque vendo isso tudo acontecer ainda continuamos com a cabeça baixa... temos medo de perder o baixo salario q recebemos. olha o tamanho do estado de São Paulo e tamanha potencia que ela representa e outros estados que estão bem abaixo estão paguando mais do que SP.
Será que é a escola que perciza do professor?
ou será que o professor que preciza da escola?

hj eu tenho essa resposta!
a escola se faz onde tem um professor o local é apenas para comportar melhor suas nessecidades tanto do prof. quando a do aluno mas não precizamos dela.
imagina so temos advigados e vendem cachorro quente na rua tempo professores q vendem produtos na escola para almentar a renda tendo em vista isso e entre outras coisas mais tenho certeza q o prof com tamanha sabedoria adquirida em seu tempo de vida tem capacidade de mudar e se adaptar sei que algumas coisas não são certas mais a culpa de tudo isso é a falta de motivação muitos tem amor para fazer o fazem de melhor mais nessa area com tempo perdemos esse amor e deixamos de lado tudo aqui q sonhava-mos em conquistar. com apenas um ano de trabalho no estado vi muitas coisas erradas acontecendo mas não por culpa dos professores e sim do sistema q os obriga a isso, me sinto num ringue como eu sendo um galo de briga q é isso q nosso governador esta querendo e despute-mos entre si para ver quem é o melhor e não nos ajude-mos uns aos outros... minha revolta é tão grande com falta de respeito q tenho visto que me fez cair em si e não dar bola para essa prova mais um só com vontade de mudar uma montanha mais tds querendo a mesma coisa pode mudar o mundo por isso pesso que não tenham medo e não se degladiem uns com os outros e peguem essa causa em comum e mudem o mundo façam história e não me deixem sozinho nessa!!!

obrigado pelo espaço!

Anônimo disse...

Não posso tecer muitos comentários sobre a prova de seleção para professores temporários. Estou aposentada há um ano. Sou sócia da APEOESP e tenho lido a opinião dela com relação a essa avaliação. Os colegas são totalmente contra a qualquer tipo de avaliação imposta pelo governo. Alegam falta de tempo para estudar, desconhecimento da bibliografia; prova marcada com muito pouco tempo de antecedência. Durante os 28 anos que passei na escola pública, senti,com o passar do tempo, o baixo nível de conhecimento dos colegas.Principalmente no que se refere à Língua Portuguesa. Falam mal e automaticamente, escrevem e interpretam pior ainda. Não havia preocupação em conhecer livros novos, adquirir experiências culturais, usava-se como desculpa o ínfimo salário que se ganhava. Fundamentados nessa teoria( que é realmente relevante) sentiam-se desestimulados, passaram a repetir sempre os mesmos conteúdos, sem criatividade, sem compromisso com o corpo discente, como se ensinar fosse só adentrar uma sala e passar conteúdo na lousa, com o intuito de fazer os alunos copiarem e depois vistar o que foi pedido.Sem contar que com isso não conseguiam jamais respeito e disciplina durante as aulas.Interessante também, ressaltar os enfadonhos HTPCs que deveriam agilizar e permitir troca de experiências,objetivando uma melhora substancial de metodologias empregadas no exercício educacional.Só há bons HTPCs quando se tem um diretor competente, doutor em pedagogia, conhecedor dos problemas que os alunos trazem para a sala de aula.Há professores muito empenhados;os coordenadores pedagógicos têm uma pauta muitas vezes firmada na teoria(que é importante),e no afã de cumprir bem sua obrigação,torna as reuniões um martírio para os professores; há professores que não querem ler nada,principalmente se o texto for complexo e exigir esforço. Professor precisa amar o que faz e se comprometer com o seu aluno. Talvez muitos nunca se imaginaram professores. Foi uma contingência da vida. Faltou-lhes oportunidade para abraçar carreiras que sonharam e no final viraram professores. Tudo tem de ter equilíbrio. O que fazer com professores estáveis que foram reprovados? O que fazer com professores que precisam lecionar, para sobrevirer. É um problema sociólogico. De difícil resolução. Como classificar os professores que obtiveram nota na prova? E os que foram reprovados? Quanto a desculpa de falta de tempo para estudar, falta de bibliografia, onde estão guardados os conhecimentos adquiridos durante 10 a 15 anos, de estada na sala de aula? Não sou a favor de governo algum. Pelo contrário, abomino qualquer política, principalmente a educacional(houve um verdadeiro descaso com a escola pública) os políticos são manipuladores, eleitoreiros,mas sinto progressos que valorizam o ensino e a capacidade de nossos alunos,com a finalidade de torná-los sujeitos da ação, tecendo seu futuro com os conhecimentos adquiridos na escola. O aluno só tem a escola como referência.Não tem culpa de ser carente.A escola queira ou não é responsável,junto com os pais,(isso quando sabem ler) pelo que se aprende nas salas de aula de nossas instituições educacionais.Fui professora, sinto-me ainda professora. Sinto pelos colegas que estão preocupados com a atribuição de aula. Coloco-me no lugar deles. Mas é preciso estudar,trabalhar com empenho, exigir que a escola lhes dê subsídios para a formulação de boas avaliações e aulas. Só assim o ensino melhorará e quem sabe o ordenado também...

Anônimo disse...

Boa tarde pessoal, alguem conhece um bom prof de parte especifica? Preciso urgente para ministrar aula amanhã

Eliane

Leila disse...

Á professora aposentada que escreveu o texto acima:
Meus parabéns! Li todo conteúdo escrito pela senhora e confesso, até procurei por erros de concordância, ortografia, etc., no entanto, nada encontrei.Sou professora de Geografia,concluí meu curso em 2009. Tenho o hábito de visitar blogs que tratam da Educação e, apesar de concordar com a opinião dos colegas, não me conformo com o fato de existirem professores que nem ao menos sabem escrever, que cometem erros crassos típicos de analfabetos funcionais. E aí eu lhe pergunto: como esses profissionais podem passar numa prova que exige a leitura e interpretação de 40 livros e pelo menos uma dezena de leis sendo que algumas, não fossem os resumos obtidos na internet, chegariam a ter mais de 190 páginas? Deixo aqui minha indignação, tanto para com os governantes, quanto para com os "professores".

Leila disse...

O comentário acima não tem o intuito de ofender ou desmerecer, muito pelo contrário,a única intenção foi colaborar pra que a nossa classe,já tão sofrida, não dê motivos pra ser ainda mais menosprezada!
Também quero esclarecer que esta humilde opinião não foi formada pela leitura de comentários específicos deste blog, mas sim, pelas inúmeras páginas que estão disseminadas por toda a rede.

Anônimo disse...

Colegas Professores
Não querendo alardear mais o que já o fizeram, na verdade, estas pessoas que sempre elegemos chamados políticos usam a Educação e os professores como "bodes espiatórios" e "brinquedinhos" de suas psicopatias. Brincam com a gente, principalmente nas vésperas de fim de ano e como presente de Natal. Trucidam e manobra os professores que são vítimas e objetos de suas ideologias macabras de governo. Eles se divertem com isso! Eles sabem que o Estado é incompetente para gerir o próprio nariz, fazem concursos, impõem estágio probatório tudo para não darem a justa contrapartida (salários dignos). É infelizmente uma brincadeira de mal gosto, mas é assim o jogo deles. Se não bastassem, mantem no poder, talvez por memória fraca ou desleixo político, sementes dos próprios psicopatas responsáveis por estas desavergonhadas atitudes políticas. Irmãos professores.... rezem com fervor se adiantar! Em greve nós seremos sempre massacrados porque sempre nos submetemos aos jogos deles!

Anônimo disse...

É ISSO AÍ.... PAGUEM BEM E EXIJA! NÃO PAGA... PERDE-SE O DIREITO DE EXIGIR! QUE NEGÓCIO É ESSE DE FAZER PROVINHAS, AGUENTAR HTPC (HORA DE TEMPO PERDIDO)PARA FICAR OUVINDO COORDENADOR PEDAGÓGICO QUE NÃO SABE NEM GERIR A PRÓPRIA VIDA, TEM QUE PASSAR POR ESTA MESMA SABATINA DESAVEGONHADA DE PROCESSO SELETIVO DE OFA E SER CAPACHO DE DIRETORA DE ESCOLA? ACORDEM PROFESSORES...

Anônimo disse...

No Magistério Público se diverte bastante, não é colegas? HTPCs, classes superlotadas, clientelas diversificadas (algumas classes parecem mais com uma lagoa de piranhas querendo devorar o professor), indisciplinas que diretores querem que os professores resolvam sòzinhos (não querem por a mão na massa), inventaram classes com câmeras para encherem o saco do professor se ele sentar-se (não pode!). Ficou como caixa de supermercado.... Imagina ficar 6 aulas de pé pelo que pagam? Haja varizes nas pernas! Toma professor! Em época de greve, em escolas menores onde a APEOESP não tem acesso, diretores avisam os alunos para falarem para os pais que na escola "deles" (dos(as) diretores(as) não fazem! Já até tomam antecipadamente uma decisão que seriam dos professores! De UFA passou-se para OFA! Alegrem-se colegas professores, a profissão é promissora! Vocês ainda querem "brigar" por direitos com o Governo de Estado? Manda quem pode e OBEDECE QUEM TEM JUIZO!"

Anônimo disse...

Como vai ficar a situação de quem passou na prova dos ofas no ano de 2009 e alcançou 31 pontos no ano de 2010? Não dá aula??????

Anônimo disse...

Alguém sabe informar como será realizada a atribuição dos Ofas categoria L que passaram na "provinha", escolherá na sede ou na D.E.?
t+

Anônimo disse...

peidei

Anônimo disse...

Não tem lógica essa prova dos ofas,temos que ter concurso todo ano,acabar com o caderno do aluno e aumento de sálrio 6.799 que era para ser pago aos professores ,em que lugar se encontra esse dinheiro? Acho que por isso que os tucanos tem o bico grande.

Anônimo disse...

Concordo com os colegas. É um processo desgastante que não leva a nada, pois vemos professores não classificados com aulas enquanto os classificados ficam de fora. A começar com os 20 pontos que deixa para trás profissionais que se empenham priorizando os que estão em situação não tão regular. A atualização se faz necessária e um professor em sala de aula já está em vantagem em relação aos recém-formados. O processo deveria sim ser concurso público para cargos públicos,com valorização dos que se empenham em aprimoramento.

Anônimo disse...

Estou iniciando minha jornada de professora agora em 2012...tudo que lí nessa página, os comentários diversos, realmente me leva a crer que as autoridades exigem demais...e valorizam pouco a profissão de professor!! Isso me parece história antiga e quando se pensa que irá se atualizar para melhor contínua igual...isso é Brasil!!

Anônimo disse...

Que vergonha o nosso Sindicato, nada e nunca faz nada por nós, também era de se esperar,o nosso Sindicato pertence ao Estado de São Paulo. A nossa classe então nem se fala completamente desunida,vamos nos unir e fazer algo por nós mesmos, vamos nos todos Ofas F estáveis,aprovados e não aprovados , e os da classe O também,vamos nos unirmos e ninguém participar dessas artibuições,para eles ver o quanto somos importantes para a educação,só assim eles vão saber nos valorizarmos de um jeito mais digno,ou seja do jeito que nós merecemos,vamos lá meus irmãos nos unir e assim iremos juntos nesta batalha que nós com certeza venceremos.

Anônimo disse...

Que vergonha o nosso sindicato, nunca fez e ao meu ver nunca fará nada por nós , o sincato pertence ao Estado, vamos nos unir para que sejemos merecedores do respeito que merecemos e da justiça que o professor merece. Nossa classe é muito desunida deveriámos todos juntos protestar contra as decisões desse governo, que nunca valorizou e muito menos se mostrou favorável ao nosso merecimento.É incompreensível que um Educador vá contra sua própria classe,isto só acontece aqui no Estado de São Paulo.

Anônimo disse...

ESSA PROVA NÃO TEM NADA HAVER ,POIS NÃO É COM ESSA PROVINHA SEM GRAÇA QUE VAI QUALIFICAR UM PROFESSOR POIS NÃO PASSEI EM UMA , UM ANO MAS PASSEI NO OUTRO E ISSO NÃO JUSTIFICA NADA .......POIS PARA QUE APRENDER NA TEORIA AQUELES MONTES DE COISA POIS SE ISTO NÃO VAMOS PASSAR PARA NOSSOS ALUNOS É UM ABSURDO AS PESSOAS APOIAREM ESTÁ PROVA SEM SENTIDO ALGUM.

Elizabeth Torres disse...

É, como está a educação no país, querem admitir professores reprovados,para dar aulas, sem pensarem no desempenho desses profissionais em sala de aula, ou nas crianças que eles iriam tentar alfabetizar,vejam como tratam a educação no pais.

Anônimo disse...

Olá amigos, não pude deixar de publicar minhas considerações quanto ao assunto aqui abordado. Sou professora categoria "O" nas escolas públicas do estado de São Paulo. Considero extremamente relevante a prova que prestamos anualmente, pois TODOS os professores devem ter aptidão e conhecimento mínimo para serem aprovado nesse exame, pois o conteúdo da avaliação são de áreas específicas de cada docente, portanto a aptidão e o conhecimento é o mínimo que devemos ter para atuarmos na área da educação. Concordo com todos que dizem que deveríamos ter melhores condições de trabalho e e também sermos efetivados no cargo, visto que já somos uma categoria rara e em "extinção" devido às péssimas condições de trabalho e mal remuneração. Abraço a todos!!

Postar um comentário

- Não temos qualquer vínculo com nenhuma instituição pública ou privada. Este é um espaço pessoal e informal para troca de informações entre pessoas interessadas no setor de Educação.

- Os comentários são liberados aos leitores que por aqui passam, não refletindo, necessariamente, a opinião do responsável pela manutenção do Blog.

- Lembrem-se também que o Blog é aberto ao público. Ao deixar endereço de e-mail, telefone ou qualquer dado pessoal aqui, esses dados poderão ser vistos por qualquer pessoa.Portanto, tenha cuidado com as informações pessoais que deixa em seu comentário.

Blog Widget by LinkWithin

Programas úteis, baixe aqui!

Para ler a maioria dos editais e o Diário Oficial, é necessário ter o programa Adobe Reader instalado (programa leitor dearquivos em PDF), que é o formato em que estão vários documentos. Caso queira baixar o Adobe, que é um programa gratuito, pegue AQUI.

Foram eles que disseram...

O segredo da criatividade é saber como esconder as fontes. Albert Einstein
Não quero que as pessoas sejam muito gentis; pois tal poupa-me o trabalho de gostar muito delas. Jane Austen
"A cada bela impressão que causamos, conquistamos um inimigo. Para ser popular é indispensável ser medíocre" Oscar Wilde

Se sua dúvida não for esclarecida aqui não deixe de enviar a sua própria pergunta, ou mesmo tentar responder a pergunta de algum colega.

Enviar pergunta

Blogosfera


TopOfBlogs

  ©Atualize-se sempre em Raquelrfc.com.

TOPO