22/08/2013

FEP - Greve de fome dos professores no Paraguai.

Não é só no Brasil que a situação da  educação e consequentemente dos professores está difícil. Os professores paraguaios tiveram de apelar para a greve de fome.

Cerca de 50 professores deram início  a  uma greve de fome nesta quinta-feira  28 de agosto. O motivo é a  negativa do governo em atender as demandas da categoria em relação à lei de aposentadoria que está no Congresso.

A informações foram divulgadas pela rede de televisão Telesur.

 Os professores não concordam com  percentual salarial para aposentadoria previsto na lei que está sendo discutida na Câmara dos Deputados. Dentre outros tópicos, o texto prevê que o valor da aposentadoria será igual à média dos rendimentos no professor nos últimos cinco anos. A categoria reivindica que a aposentadoria seja baseada  na renda média dos últimos doze meses.

 A FEP  - Federação de Educadores do Paraguai - deseja que o presidente Horácio Cartes a receba. Há presença de manifestantes em frente ao edifício do Parlamentos nesta quinta-feira 22/08, acontece também   protestos e fechamento de ruas em Estados do interior do país.

 Nesta semana, os docentes iniciaram um movimento de desfiliação dos partidos tradicionais por não se sentirem representados pelos senadores, pois estes aprovaram o texto sem as modificações solicitadas pela classe de professores, de acordo com informações da rede ABC.

Há ainda ameaça de demissão. Os professores afirmam que continuam em greve, situação que já permanece há 40 dias.

De acordo com  o sindicato, 90% das escolas estão fechadas e são em torno de 50 mil professores em greve. A volta às aulas está prevista para  29 de agosto.

 Os professores em greve repudiaram as declarações da ministra da Educação, Marta Lafuente, que ameaçou de demissão os professores grevistas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Não temos qualquer vínculo com nenhuma instituição pública ou privada. Este é um espaço pessoal e informal para troca de informações entre pessoas interessadas no setor de Educação.

Os comentários são moderados e serão publicados em pouco tempo.

- Os comentários são liberados aos leitores que por aqui passam, não refletindo, necessariamente, a opinião do responsável pela manutenção do Blog.

Hora extra para professores

Professores que querem fazer hora extra podem se informar aqui. Na rede pública de ensino, para cada estado e cada município há uma nomenc...