24/08/2013

SME-RJ - Noticias sobre a greve do magistério.

Segunda-feira serão apresentadas em assembleia  as propostas da Casa Civil, e diante disso os professores deverão votar para resolver se a greve na SME-RJ  para ou continua. 

A prefeitura propôs enviar dentro de 30 dias à Câmara Municipal do Rio um plano de cargos e salários, com reajuste de 8%  , incluindo o abono de faltas ocorridas durante a greve.

Participaram da reunião o prefeito Eduardo Paes, o secretário da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, e a secretária da Educação, Claudia Costin. Ela conversará com integrantes do Sepe na terça-feira sobre a pauta pedagógica,que versa sobre questões como meritocracia e uso de materiais didáticos.


A indicação do Sepe deverá ser pela suspensão da greve, mas a plenária é que decidirá  por voto em assembleia qual será o destino da greve.  A coordenadora do Sepe no município do Rio, Susana Gutierrez, informou que o fim da greve está condicionada a aprovação da categoria na assembleia da próxima segunda-feira, 26 de agosto.

Veja momentos da manifestação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Não temos qualquer vínculo com nenhuma instituição pública ou privada. Este é um espaço pessoal e informal para troca de informações entre pessoas interessadas no setor de Educação.

Os comentários são moderados e serão publicados em pouco tempo.

- Os comentários são liberados aos leitores que por aqui passam, não refletindo, necessariamente, a opinião do responsável pela manutenção do Blog.

Hora extra para professores

Professores que querem fazer hora extra podem se informar aqui. Na rede pública de ensino, para cada estado e cada município há uma nomenc...