03/09/2013

SEEDUC diz que pagará Auxilio Saúde de R$ 200,00 em 2014.

O governo do Estado do Rio de Janeiro divulgou na imprensa que em 2014 pagará R$200,00 de auxílio saúde aos professores.

O valor especulado de R$200,00  não é definitivo, pois ainda passará pela avaliação da equipe econômica do governo.

Caso seja  aprovado, será mais um dos benefícios não incorporados ao salário do trabalhador, isso significa que os  professores, não têm esses auxílios de forma permanente, podendo ser retirados a qualquer momento. Já existe o auxílios transporte, que na época do recesso escolar e de férias é retirado, os auxílio cultura e  auxílio alimentação (que só é pago ao professor que está efetivamente em sala de aula, e mesmo se o professor tiver duas matrículas, só recebe em uma delas, na outra não recebe benefício algum), professor de licença, seja por qual motivo for, mesmo que seja licença médica , ou aposentados não recebem. 

Os professores aposentados não têm direito a nenhum dos benefícios atuais ( não houve informação ainda se  terão direito ao auxílio saúde).

Ainda segundo a Secretaria de Educação - Além do auxílio saúde , no próximo ano será concedido aumento a todos os docentes, incluindo aposentados e pensionistas. O governo classifica o dito aumento como “robusto”  provavelmente, maior do que os 8% pagos em julho de 2013. É esperar para ver...

O auxílio-saúde é aprovado pela  União dos Professores Públicos do Estado  - Uppes - . De acordo com a  presidente da Uppes, Teresinha Machado da Silva, o adicional é uma  reivindicação antiga  da categoria. “Precisamos de ajuda para custear as despesas com os medicamentos e demais gastos na área médica”, diz a prewsidente.
Porém, Teresinha argumenta que o auxílio-saúde deve ser direito também  dos professores aposentados. “Não pode ser só para quem está na ativa. É na velhice que precisamos de ajuda, pois os remédios são muito caros”, diz.
Ela fala que o secretário estadual de Educação, Wilson Risolia, já comunicou aos integrantes da Uppes sobre o reajuste de 2014, que deverá ser  maior do que de 2013.
“Reconhecemos que há esforço para conceder benefícios e reajuste para os professores, mas a categoria ainda ganha pouco”, afirmou Teresinha.

Criação de grupo de trabalho:
Foi divulgado também a criação de um grupo de trabalho pela Subsecretaria Estadual de Gestão de Ensino e a Subsecretaria Estadual de Gestão de Pessoas. O grupo deverá estudar a viabilidade da implementação da proposta de uma matrícula de professor por escola.

Informações extraídas do  Jornal O Dia Online   http://odia.ig.com.br/


11 comentários:

  1. Seria melhor um plano de saude! 200 reais nao dá!

    ResponderExcluir
  2. Tomara que essa proposta saia logo do papel, afinal nossa categoria está empobrecida e um recurso a mais será vantajoso.
    Pena que o vencimento base do magistério continuará vergonhoso...

    ResponderExcluir
  3. espero que funcionário administrativo também tenha o mesmo direito
    do professor em sala de aula, pois ganhamos muito menos que eles
    e não temos direito a quase nada.

    ResponderExcluir
  4. O contracheque de janeiro de 2014 até agora não aparece no proderj e nem as férias já pagas

    ResponderExcluir
  5. Espero que o apoio seja lembrado, porque 200 reais ,ajudaria muito tanto para remedios como um plano de saude que se ajustasse a esse valor.

    ResponderExcluir
  6. senhor,wilson risolia o governador da almento todo ano pros,servente do estado do rio de janeiro,eu queria saber porque o piso dos servente do estado e diferente dos servente da educacao sera que os servente da educacao e de outro planeta pro piso ser sempre menor fala pra mim porque tal vez eu seja alnalfabeto,porque a mesma funcao e salario menor na educacao o secretario me ajuda ai.

    ResponderExcluir
  7. Não consigo entender várias coisas. Fiz dois concursos, com duas matrículas e... só recebo passagem em uma matrícula, aí... EU viro CPF! Depois das férias e recesso não recebemos as passagens, e trabalhamos o mês inteiro sem auxílio transporte..., principalmente no mês de agosto que não tem um único feriado???!!!!! Auxílio alimentação também só recebo em uma matrícula, nesse caso também SOU CPF! Posso comer em uma matrícula e na outra...não ! Liguei para os planos de saúde que o Estado indicou e fiquei horrorizada com os valores e os tais R$ 200,00, que ainda não recebemos... e não tem nada concretizado, não dá nem para ser atendida por um espirro! Tudo em nossa classe da EDUCAÇÃO é paliativo, sem termos garantia nenhuma de que esses AUXÍLIOS permanecerão. Não podemos nem mesmo nos acostumar com ELES!

    ResponderExcluir
  8. Auxílio saúde?
    Por que os outros setores públicos do Estado do Rio de Janeiro têm PLANOS DE SAÚDE e a Educação tem um Auxílio... que pode deixar de existir a qualquer momento?
    Quanto descaso, Sr. Risolia!
    Ou o Sr. não tem acesso ao que os outros Secretário têm, para seus servidores?
    Fica a dúvida: Descaso ou incompetência?

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de saber se os hospitais do Iaserj de niteroi e do rio estão ainda ativos , pois a última vez que fui estava com pouquíssimos médicos e não estavam fazendo operações. ONDE FORAM PARAR OS 30 ANOS DE DESCONTOS EM NOSSA FOLHA DE PAGAMENTO.???

    ResponderExcluir

- Não temos qualquer vínculo com nenhuma instituição pública ou privada. Este é um espaço pessoal e informal para troca de informações entre pessoas interessadas no setor de Educação.

Os comentários são moderados e serão publicados em pouco tempo.

- Os comentários são liberados aos leitores que por aqui passam, não refletindo, necessariamente, a opinião do responsável pela manutenção do Blog.

Hora extra para professores

Professores que querem fazer hora extra podem se informar aqui. Na rede pública de ensino, para cada estado e cada município há uma nomenc...